segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Mulheres na Bíblia #03 - A mulher adúltera

A paz do Senhor!
Continuando nosso projeto Mulheres na Bíblia!  Não sabe o que é? Clica aqui!

Continuando a leitura no Evangelho de Jesus segundo João encontramos no Cap8:1-11 a história da mulher adúltera:


Jesus, porém, foi para o Monte das Oliveiras.

E pela manhã cedo tornou para o templo, e todo o povo vinha ter com ele, e, assentando-se, os ensinava.
E os escribas e fariseus trouxeram-lhe uma mulher apanhada em adultério;
E, pondo-a no meio, disseram-lhe: Mestre, esta mulher foi apanhada, no próprio ato, adulterando.
E na lei nos mandou Moisés que as tais sejam apedrejadas. Tu, pois, que dizes?
Isto diziam eles, tentando-o, para que tivessem de que o acusar. Mas Jesus, inclinando-se, escrevia com o dedo na terra.
E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se, e disse-lhes: Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela.
E, tornando a inclinar-se, escrevia na terra.
Quando ouviram isto, redargüidos da consciência, saíram um a um, a começar pelos mais velhos até aos últimos; ficou só Jesus e a mulher que estava no meio.
E, endireitando-se Jesus, e não vendo ninguém mais do que a mulher, disse-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou?
E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais.


Sempre vejo muitas pessoas usarem esse texto com a intenção de insinuar que ninguém pode julgar ninguém. Afinal, quem está sem pecados? 
Em um primeiro momento, escribas e fariseus (que viviam procurando alguém que fizesse qualquer coisinha contra a lei) encontraram uma mulher no próprio ato do adultério.
Uma coisa realmente séria, grave e vergonhosa.
Em outras situações, ao ser indagado pelos fariseus (quando os disciplulos comiam sem lavar as mãos ou quando o próprio Jesus curou no sábado por exemplo) Jesus justificou, ou até mesmo fez com que as pessoas refletissem e questionassem a legalidade ou a legitimidade daquela lei, mas nesse caso não. Não dava para negar ou justificar uma pessoa apanhada no próprio ato do adultério, aquela situação era diferente.
Era tão diferente que a resposta de Jesus é clara: apedrejem a mulher.
Sim, o fato de não terem de fato apedrejado a mulher não quer dizer que Jesus não mandou que fizessem isso. 
Aquela mulher era culpada.
Mas, como bem sabemos, Jesus mandou que atirasse a primeira pedra aquele que estivesse sem pecado. E ninguém teve coragem de começar a atirar.
Esse é o ponto crucial nesse texto.
A maioria de nós quer entender esse texto assim: Ninguém pode me julgar, ninguém pode jogar pedras em mim, afinal quem é você para atirar a primeira pedra? Queremos ser comparados com a mulher adúltera para não sermos apedrejados, queremos ser comparados com a mulher adúltera para termos algum tipo de benefício!
MAS (um grande MAS)
Dificilmente pensamos em ser comparados com a mulher adúltera por que somos pecadores iguais a ela, por que merecíamos SIM a mesma condenação dela. Por que na realidade se eu não posso apedrejar é por que na verdade eu também merecia ser apedrejado!
O fato é que sem Jesus estávamos todos na mesma situação daquela mulher, CONDENADOS.
Todos nós quebramos a lei de Deus todos os dias e ao invés de clamarmos por misericórdia dizemos aos outros:quem é você para atirar pedras em mim?
Jesus não condenou aquela mulher, apesar de ser o único com o direito de fazer isso, ele estava ali para salvá-la. E eu acredito que a mulher naquela situação de quase ser apedrejada, vendo a postura de Jesus com relação a ela, se arrependeu de seus pecados. Jesus finaliza o diálogo com a mulher com um simples "vá e não peques mais". Nomalmente os que fazem parte do time dos que querem receber o benefício de não ser apedrejado, são os que não estão nem um pouco preocupados em mudar de vida. O arrependimento gera mudança de atitude.
Resumindo: nesse texto me chamam atenção 4 coisas:
1-A mulher merecia a morte e Jesus concordava com isso
2- Todos os que estava lá para apredrejá-la tambem mereciam ser apedrejados
3 - Jesus demonstrou misericórdia apesar de ser o único sem pecado, portanto com o direito de apedrejá-la
4 - Jesus pediu que ela mudasse de vida.

Concorda, discorda, quer comentar ou debater sobre esse texto? Fique a vontade e deixe seu comentário!

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Mulheres na Bíblia #02 - A mulher samaritana

Olá Pessoal! A Paz do Senhor!

Vamos continuar com o nosso projeto Mulheres na Bíblia?

Nossa segunda passagem bíblica que faz referência as mulheres está em João 4: 4-30

4 E era-lhe necessário passar por Samaria.
5 Foi, pois, a uma cidade de Samaria, chamada Sicar, junto da herdade que Jacó tinha dado a seu filho José.
6 E estava ali a fonte de Jacó. Jesus, pois, cansado do caminho, assentou-se assim junto da fonte. Era isto quase à hora sexta.
7 Veio uma mulher de Samaria tirar água. Disse-lhe Jesus: Dá-me de beber.
8 Porque os seus discípulos tinham ido à cidade comprar comida.
9 Disse-lhe, pois, a mulher samaritana: Como, sendo tu judeu, me pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana? (porque os judeus não se comunicam com os samaritanos).
10 Jesus respondeu, e disse-lhe: Se tu conheceras o dom de Deus, e quem é o que te diz: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva.
11 Disse-lhe a mulher: Senhor, tu não tens com que a tirar, e o poço é fundo; onde, pois, tens a água viva?
12 És tu maior do que o nosso pai Jacó, que nos deu o poço, bebendo ele próprio dele, e os seus filhos, e o seu gado?
13 Jesus respondeu, e disse-lhe: Qualquer que beber desta água tornará a ter sede;
14 Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna.
15 Disse-lhe a mulher: Senhor, dá-me dessa água, para que não mais tenha sede, e não venha aqui tirá-la.
16 Disse-lhe Jesus: Vai, chama o teu marido, e vem cá.
17 A mulher respondeu, e disse: Não tenho marido. Disse-lhe Jesus: Disseste bem: Não tenho marido;
18 Porque tiveste cinco maridos, e o que agora tens não é teu marido; isto disseste com verdade.
19 Disse-lhe a mulher: Senhor, vejo que és profeta.
20 Nossos pais adoraram neste monte, e vós dizeis que é em Jerusalém o lugar onde se deve adorar.
21 Disse-lhe Jesus: Mulher, crê-me que a hora vem, em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai.
22 Vós adorais o que não sabeis; nós adoramos o que sabemos porque a salvação vem dos judeus.
23 Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem.
24 Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.
25 A mulher disse-lhe: Eu sei que o Messias (que se chama o Cristo) vem; quando ele vier, nos anunciará tudo.
26 Jesus disse-lhe: Eu o sou, eu que falo contigo.
27 E nisto vieram os seus discípulos, e maravilharam-se de que estivesse falando com uma mulher; todavia nenhum lhe disse: Que perguntas? ou: Por que falas com ela?
28 Deixou, pois, a mulher o seu cântaro, e foi à cidade, e disse àqueles homens:
29 Vinde, vede um homem que me disse tudo quanto tenho feito. Porventura não é este o Cristo?
30 Saíram, pois, da cidade, e foram ter com ele.

Esse é um dos maiores diálogos relatados na Bíblia entre Jesus e outra pessoa. São cerca de 20 versículos entre Jesus e a mulher Samaritana. Gosto muito desse texto por que acredito que é no diálogo que conhecemos as pessoas e pelo tanto que a mulher samaritana falou, deu pra ver quem ela era e o que ela pensava. 

Em primeiro lugar (V9), a mulher samaritana era uma pessoa preconceituosa, sim, apesar de os judeus não falarem com os samaritanos, foi ela e não Jesus, quem fez essa observação e quis levantar essa barreira. (Os judeus não falavam com os samaritanos por que os consideravam um povo misturado, não puro. Em 2Reis 17:24 é relatado que o rei da Assíria levou estrangeiros para habitar em Samaria, e consequentemente houve mistura de raças)

Em segundo lugar (V11), a mulher não entendeu de que água Jesus falava, esperava ver um balde nas mãos de Jesus. A visão dela era unicamente material.

Em terceiro lugar (v15), ela começou a entender que Jesus falava de uma água diferente, mas ainda não tinha compreendido totalmente. Pela resposta da mulher dá pra imaginar que ela queria uma água mágica, que saciasse a sede do corpo para sempre, ela continuava a entender que Jesus falava de coisas materiais. Qualquer semelhança com a igreja de nossos dias NÃO é mera coincidência. Continuamos como aquela mulher, conversando com Jesus esperando que ele resolva nossos problemas materiais.

Em quarto lugar (V17), ela foi confrontada com uma pergunta delicada e tentou não responder por constrangimento, vergonha, ela mesma sabia da sua situação. Porem Jesus mostra a ela que sabe da resposta. Quantas vezes somos confrontadas a expor nossas fraquezas e pecados e não o fazemos por constrangimento? Deus já sabe de tudo, mas quando nós mesmos admitimos e nos humilhamos, deixamos nosso coração amolecido para a mudança de atitude.

Em quinto lugar (v19), a mulher chega a uma conclusão: Jesus é um profeta! Só um profeta poderia falar daquele jeito. Então ela aproveita para tirar uma dúvida: Qual é o local certo de adorar? Quando leio essa passagem percebo que essa mulher era uma religiosa burocrata. Novamente, qualquer semelhança com a igreja de nossos dias NÃO é mera coincidência. Vocês já perceberam o quanto nós nos preocupamos com a farda do conjunto, o horário, o dia da semana ou o local do culto, e ficamos sempre presos a legalismos e burocracias? Quero deixar bem claro que não sou uma anarquista evangélica, que acha que tudo tem de ser de qualquer jeito. Sei que é necessária ordem e decência, não acho que isso atrapalhe a adoração a Deus, mas quando nos preocupamos mais com isso do que com Deus, sim, aí é que está o problema.

A resposta que Jesus dá é uma coisa linda de se ler: tanto faz adorar no monte ou no templo, por que Deus procura os que adoram a Ele em Espirito e em Verdade. Deus procura os sinceros, os que O conhecem, os que sabem o que estão fazendo, os convictos da fé que abraçaram. 

Em sexto lugar (v25), a mulher conhecia as escrituras, ela sabia que viria o Cristo, sabia que era Ele quem iria anunciar todas as coisas, mas não tinha percebido ainda que estava falando com o próprio messias. Eita Jesus !!!!! Quantas vezes Deus está falando diretamente conosco e não percebemos. Quantas vezes estamos como aquela mulher samaritana, sem entender as coisas espirituais, apenas olhando para a nossa necessidade material e imediata! Ajuda-nos Senhor.

Em sétimo e ultimo lugar (v29),a mulher saiu e anunciou o que tinha acontecido. 

Ps. Não tenho intenção de que essas postagens sejam pregações, quero apenas acrecentar minhas observações ao texto.

Ps.2 Se quiser o Plano de Leitura Anual da Bíblia que estou seguindo, manda uma mensagem pelo Facebook da página.

Mulheres na Bíblia #01 - As bodas em Caná da Galiléa

Olá Pessoal! A Paz do Senhor!

Esse ano quero começar uma coisa nova no nosso Blog. Quero compartilhar com vocês passagens Bíblicas relacionadas a MULHERES. Estou fazendo novamente o Plano de Leitura Bíblica Anual. Então, enquanto eu vou lendo a minha Bíblia e marcando com caneta rosa as passagens específicas onde são citadas mulheres, vou copiar o texto Bíblico aqui para a nossa meditação ok? 


Algumas coisas importantes:
- Não vou fazer uma superpregação em cada texto
- Quero apenas compartilhar o que eu penso a respeito do texto
- No dia que o Espirito Santo não me revelar nada a respeito daquele texto,vou deixar aqui só a pasagem Bíblica
- Na verdade estou apenas compartilhando o meu devocional, no meu tempo, no meu ritmo, sem cobranças.
ok?
Então bora!

A primeira passagem está em João 2:1-12


"E, ao terceiro dia, fizeram-se umas bodas em Caná da Galiléia; e estava ali a mãe de Jesus.
E foi também convidado Jesus e os seus discípulos para as bodas.E, faltando vinho, a mãe de Jesus lhe disse: Não têm vinho.
Disse-lhe Jesus: Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora.
Sua mãe disse aos serventes: Fazei tudo quanto ele vos disser.
E estavam ali postas seis talhas de pedra, para as purificações dos judeus, e em cada uma cabiam dois ou três almudes.
Disse-lhes Jesus: Enchei de água essas talhas. E encheram-nas até em cima.
E disse-lhes: Tirai agora, e levai ao mestre-sala. E levaram.
E, logo que o mestre-sala provou a água feita vinho (não sabendo de onde viera, se bem que o sabiam os serventes que tinham tirado a água), chamou o mestre-sala ao esposo,
E disse-lhe: Todo o homem põe primeiro o vinho bom e, quando já têm bebido bem, então o inferior; mas tu guardaste até agora o bom vinho.
Jesus principiou assim os seus sinais em Caná da Galiléia, e manifestou a sua glória; e os seus discípulos creram nele.
Depois disto desceu a Cafarnaum, ele, e sua mãe, e seus irmãos, e seus discípulos; e ficaram ali não muitos dias"
João 2:1-12


Este foi o primeiro milagre de Jesus e a primeira referencia feita a uma mulher no livro de João. Ao contrario do Evangelho segundo Mateus e Lucas, o de João não trata da genealogia de Jesus, nem de detalhes do seu nascimento, assim como o Evangelho segundo Marcos os primeiros capítulos tratam do início do Ministério de Cristo. Nesse ponto específico, quando sua mãe lhe relata um problema, Jesus diz que ainda não era chegada a hora de se manifestar ao mundo, mesmo já tendo escolhido seus discípulos. Mesmo assim faz seu primeiro milagre e seus discipulos creram nele.


Vamos ler a Bíblia juntas? Acompanhem novos posts!

Ps. O plano de leitura que estou seguindo é esse aqui: Quem quiser ele em Excel pode falar comigo pelo facebook, na página do blog AQUI


terça-feira, 20 de setembro de 2016

Vestido + Maxi Cardigan


Sempre falo que uma das coisas que me fazem gostar de uma roupa é o fato de eu poder usá-la por muitos anos. Eu não tenho essa leseira de não repetir roupa não, pelo contrário, quando gosto de uma roupa quero vesti-la para sempre <3
Quando aquela roupa que eu gosto muito acaba (é, às vezes acontece) eu procuro uma muito parecida para ficar no lugar daquele look que partiu...
Mas esse não é o caso desse vestido
Por muitos anos fui a "garota bege" toda roupa bege que eu via, queria.
Esse vestido é desse tempo, acredito que se fosse vermelho ou azul, não o amaria tanto, ou já teria enjoado dele. Ele é assim, discreto, básico e bonito.
Tudo bem que também mantenho algumas peças no meu guarda-roupa para controlar o meu peso kkkkkk, quando não tá cabendo mais... é hora de fechar a boca. Esse vestido também cumpre essa função.
Na ídeia original, mandei colocar uma barrinha para ficar um tiquinho mais comprido e como não encontrei um tecido na cor exata, coloquei um detalhe de renda, na época tambem fiz um bolero com a mesma renda. O bolero morreu e por alguns anos fiquei sem um subistituto à altura. Recentemente fui a uma formatura e lembrei que fazia tempo que não usava esse vestido e resolvi testar com o meu Maxi Cardigan, num é que eu gostei? 
Aí já sabe né? Desenterrei o vestido e agora tô usando direto hehehe
Achei uma foto de 2011 na minha idéia de look original: com bolero e meia preta e coloquei uma na versão mais recente: com o cardigan.

E vocês? Também gostam de roupas velhinhas?
Créditos:

Vestido: Adrikin
Maxi Cardigan: Caedu
Sapato: Santa Lolla
Bolsa: Peba, dessas lojas de importados













Desafio Troca de Estilos com Gaby Amarantos na Discovery Home & Health


A Paz do Senhor!

Quem me acompanha no Instagram @cristaechic e na página do Facebook deve ter visto que um dos últimos looks que eu postei por aqui apareceu no intervalo da estreia do programa da Gabi Amarantos, o Troca de Estilos. 

Minha irmã tinha me mandado o link da promoção pelo whatsapp, era umas 11 da noite, tava morrendo de preguiça, mas resolvi repostar um look do perfil do @cristaechic no meu perfil pessoal.

E num é que eles gostaram da foto?!?!

Vcs sabem que já faz um tempo que não tenho levado esse blog com a mesma responsabilidade de outrora...

Para mim foi como um gás para um recomeço

Enfim, aí está o vídeo que eu gravei da TV hehehe

Sim, fiquei na frente da TV com a camera do celular ligada um tempão rsrsrs

Aí está meus 2 segundos de fama:



Bjs

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Vestido Longo Floral


Segunda - Feira
01 08 2016

"Finalmente a nômade Hellen encontrou um lugar digno de programar a câmera do seu celular em modo burst e tirar fotos para seu blog sozinha. Apesar de ter se mudado há 4 meses, nenhuma parede reunia as combinações necessárias para esse feito, mas nesse dia ímpar, isso foi resolvido."
Aguardem os próximos capítulos!

Eehehhehehehehehehhe

:D

---------------- 38 dias depois ---------------

Olá leitoras! 

Sim, faz mais de um mês que comecei a escrever esse post. Tempo tem sido uma coisa rara na minha vida nos últimos tempos, mas isso é asunto para outro post.

Para voltar a nossa temporada de looks tirei foto com o meu vestido longo floral pau pra toda obra. A maioria das minha roupas tem sido assim: Aquela roupa que dá pra você ir a praia, shopping, restaurante, aniversário, casamento, casa da sogra, dormir, comprar pão, estudar e ir para a igreja.  Sim, já fz tudo isso com esse vestido, variando apenas os acessórios. Uma bolsa maior ou menor, um casaquinho ou não, um chinelo havaiana ou um salto fazem a diferença para cada ocasião.
 Para tirar foto, coloquei um salto e uma maxi bolsa, mas vou confessar que prefiro usar esse vestido com chinelo mesmo.

Mas pra eu tirar outra foto com chinelo ......zZZZZzz ...

Ia demorar mais um mês, então tô postando mesmo assim.

Um abraço, em breve novidades!




Créditos:

Vestido: Vida Linda
Bolsa: Arezzo
Sapato: Andarela
Cinto: Era a alça de uma bolsa que eu mandei colocar uma fivela :D

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Política, Religião e Futebol

Política, Religião e Futebol

Há um ditado popular que diz que "Política, Religião e Futebol não se discutem", é uma bela frase, concordo, e por muito tempo acreditei que fosse verdadeira.

Com a maturidade e minhas ~reflexões filosóficas introspectivas~ comecei a perceber que essa não é uma máxima tão inteligente. O que faz eu não querer conversar sobre determinado assunto? Entre tantos motivos que poderia citar, um único é o que me faz pensar que essa frase é falsa e pobre: Eu posso estar errada.

Quando eu evito ouvir opiniões contrárias às minhas, a respeito de qualquer assunto, estou dizendo abertamente: Não tenho certeza da minha opinião, não saberei lidar se o meu argumento for desbancado.

Então passei a prestar atenção em quem pensa diferente de mim e a tentar entender por que as pessoas assim o fazem. Acredito que discutir (no sentido de conversar, não brigar) com quem pensa diferente me faz mais inteligente e com uma visão de mundo maior do que a que meus olhos podem alcançar. Ouvir quem pensa diferente de mim faz com que eu fortaleça as minhas convicções, ou as abandone.

Quando ouço e entendo por que as pessoas pensam diferente sempre acabo no fim de uma estrada com dois caminhos: Ou me convenço que o meu argumento é mais forte e verdadeiro, ou eu vejo o quanto estava cega e equivocada em minhas certezas. De qualquer forma, saio ganhando. 

Espero continuar a ouvir e tentar entender aqueles que pensam diferente de mim, independente do assunto. Mudar de opinião, de caminho e de time não é vergonha a ninguém, pelo contrário, é um atestado de que você passou a entender por que fez tais escolhas.